10 anos da Política Nacional de Resíduos Sólidos: avanços, dificuldades e retrocessos

ESPECIAL – 10 anos da Política Nacional de Resíduos Sólidos: avanços, dificuldades e retrocessos

A lei 12.305/2010, popularmente chamada de PNRS, foi regulamentada no dia 02/08/2010. Dessa forma, completou-se 10 anos desde o surgimento da temática dos resíduos sólidos no Brasil. Por isso, neste texto tentaremos demonstrar alguns avanços e retrocessos que a nossa equipe observou com respeito ao tema em questão.

Sustentabilidade: a diretriz para o futuro da sua organização

Sustentabilidade: a diretriz para o futuro da sua organização

Grandes empresas já estabelecem diretrizes sustentáveis há anos em suas organizações, às vezes por exigência do mercado, por cumprimento de políticas públicas, pela questão comercial do marketing verde ou pelo fato de já terem um viés ambiental intrínseco na sua cultura organizacional. O fato é que muitas estabelecem essas normas em reuniões de alta administração mas, por vezes, acabam não permeando para dentro de seus processos. Se elas fossem levadas a todos os processos das empresas, poderíamos estar aliviando os impactos ambientais do nosso planeta.

Consema aprova audiências públicas online para licenciamento ambiental

CONSEMA aprova audiências públicas online para licenciamento ambiental

No dia 22 de julho, ocorreu a 46ª reunião extraordinária do Conselho Estadual do Meio Ambiente do Rio Grande do Sul. Por meio de uma videoconferência, os conselheiros aprovaram por unanimidade a Portaria que normatiza os procedimentos para a realização de audiências públicas online no âmbito do licenciamento ambiental. A inclusão dessa pauta partiu da Fundação Estadual de Proteção Ambiental.

Sacolas: papel, plástico ou algodão?

Sacolas: papel, plástico ou algodão?

O que é melhor para o meio ambiente: Sacola de papel, plástico ou algodão? Pesquisas mostram números importantes sobre esses materiais. Atualmente vemos muitas empresas trocando o tipo da sacola para entrega das mercadorias. Mas será mesmo que isso contribui para o meio ambiente ou é apenas uma ilusão? Vamos fazer alguns levantamentos e constatações nesse artigo.

O descarte indevido da sua luva ou máscara de saúde pode parar no oceano

O descarte indevido da sua luva ou máscara de saúde pode parar no oceano

Ambientalistas já estão nos alertando para a poluição ambiental que a pandemia gerada pelo coronavírus está causando. Oceanos, mares, rios, lagos e lagoas de todas as partes do mundo estão recebendo uma grande quantidade de máscaras cirúrgicas e luvas de borracha descartadas indevidamente. Segundo o vice-presidente de conservação da ONG Ocean Conservancy, as pessoas vem descartando 129 bilhões de máscaras e 65 bilhões de luvas plásticas todos os meses no meio ambiente.

A importância da transparência dos dados de coleta em relação a preservação ambiental

A importância da transparência dos dados de coleta em relação a preservação ambiental

72% das embalagens plásticas produzidas no mundo não são recuperadas ou recicladas.
Dito isso, quem você acha que é o responsável por fazer a redução desses resíduos no mundo: As empresas que as produzem? As empresas que as vendem? O governo? Os consumidores? Nós, da meuResíduo, acreditamos que TODOS devemos nos responsabilizar por isso, afinal vivemos no mesmo planeta e não existe um “fora” no mundo. Nenhum resíduo gerado vai efetivamente fora pois não existe uma lixeira no espaço. Nada sai, tudo fica no planeta Terra.

Constatado circulação do coronavírus em esgoto: A necessidade do descarte correto

Constatado circulação do coronavírus em esgoto: a necessidade do descarte correto

Um trabalho de pesquisa entre a Universidade Feevale e o CEVS monitorou alguns pontos de águas brutas e residuais de Porto Alegre e da Região Metropolitana. Desde maio, foram analisadas 29 amostras coletadas em dez pontos de coleta. Do total, 5 apresentaram resultados positivos nas análises moleculares para detecção do coronavírus em amostras de águas residuais e superficiais.

Como diminuir a burocracia da sua empresa e aumentar a rentabilidade?

Como diminuir a burocracia da sua empresa e aumentar a rentabilidade?

Anteriormente, a burocracia foi uma solução criada para facilitar os processos administrativos e padronizar os processos. Hoje em dia, esse tipo de estrutura organizacional pode ser mais um empecilho do que uma ajuda, o que acaba gerando mais trabalho, acumulando papéis, roubando tempo dos funcionários e até mesmo subtraindo os custos da sua empresa. Esse tipo de organização deve ser reciclada rapidamente. O processo deve se modificar conforme o surgimento dos softwares e apps, da ciência, da robótica e da informática. Sendo assim, a tecnologia é uma das principais ferramentas para melhorar a rentabilidade da sua empresa.

Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro prorroga o prazo do SELCA

Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro prorroga o prazo do SELCA

O Sistema Estadual de Licenciamento e os demais Procedimentos de Controle Ambiental (SELCA), que passaria a valer no dia 21/06, foi prorrogado para o dia 23/03/2021. Esses novos procedimentos, segundo o INEA, órgão vinculado à Secretaria de Estado e Sustentabilidade (SEAS), irá reduzir o tempo de emissão de licenças.

Nova Portaria do Ministério do Meio ambiente: MTR e Inventário Nacional de Resíduos Sólidos

Nova Portaria do Ministério do Meio ambiente: MTR e Inventário Nacional de Resíduos Sólidos

Por meio da Portaria de número 280, publicada dia 30 de junho, o Ministério do Meio Ambiente instituiu o MTR e o Inventário Nacional de Resíduos Sólidos. Nele, é dito que os geradores, transportadores, armazenadores temporários e destinadores de resíduos deverão se cadastrar no MTR. Além disso, decidiu-se que será disponibilizado à sociedade o diagnóstico da situação dos resíduos sólidos no Brasil a partir do Inventário Nacional de Resíduos Sólidos, no SINIR.