Fortalecer a união por meio de um trabalho conjunto entre autoridades competentes dos poderes Judiciário e Executivo, foi dessa forma que no dia 20/10/2020 que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), firmaram um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) inédito para o intercâmbio de informações e para o desenvolvimento de atividades voltadas à proteção do Meio Ambiente.

Na prática, esse termo servirá para integrar as técnicas do sensoriamento remoto e do monitoramento ambiental com as investigações judiciais. Ou seja, o intuito é criar um ambiente adequado para o apoio técnico, em especial no desenvolvimento de aplicações baseadas em sistemas aeroespaciais e documentais, que combatam atos ilícitos ambientais, atendendo, assim, as duas partes envolvidas.

A ideia também é fortalecer a união entre os poderes Judiciário e Executivo em políticas de preservação da biodiversidade, por meio de um trabalho conjunto entre a autarquia e o Sistema de Justiça.

Vale destacar, ainda, que o intuito desta cooperação entre as instituições é unir conhecimentos específicos indispensáveis para a formulação e implementação de medidas de preservação ambiental para as futuras gerações.

Fonte: https://www.gov.br/ibama/pt-br/assuntos/noticias/2020/ibama-e-cnj-firmam-parceria-inedita-para-desenvolvimento-de-acoes-voltadas-a-protecao-do-meio-ambiente

POSTS RELACIONADOS:

Relacionadas