A COVID-19 foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na China, no dia primeiro de dezembro do ano passado. Ela surgiu em um mercado de frutos do mar que vendia animais vivos, porém até o momento não está claro como infectou os seres humanos. Segundo pesquisadores, o vírus poderia estar presente no sistema respiratório de morcegos, que passaram por um processo de mutação para conseguir transmitir aos humanos.

O principais sintomas dessa doença respiratória, que se tornou uma pandemia global, são: febre, tosse e dificuldade de respirar. Porém, cera de ⅘ da população que contraiu o coronavírus apresentou sintomas leves ou nenhum sintoma. O idosos, cardíacos, diabéticos e hipertensos celíacos são os que mais sofrem com essa doença pois ela afeta a capacidade pulmonar, podendo criar um quadro de pneumonia. 

Foi somente no dia 30 de janeiro deste ano que a OMS declarou Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII) devido a disseminação desse novo coronavírus. 

Com relação a Política Nacional de Resíduos Sólidos, todos os resíduos provenientes da assistência a pacientes suspeitos ou confirmados com COVID-19 devem ser classificados como categoria A1 pois o agente biológico é considerado de risco 3, segundo o Ministério da Saúde. Para evitar o contágio, aconselha-se:

  1. Lavar frequentemente as mãos com água e sabão/detergente (pois o vírus possui uma camada de gordura, ou seja, morre rapidamente ao entrar em contato com esses elementos) durante 20 segundos;
  2. Evitar tocar os olhos, nariz e boca sem que as mãos não estejam higienizadas;
  3. Evitar utilizar transporte públicos, visitar shoppings, ir ao mercado e tudo aquilo que envolva uma grande quantidade de pessoas passando pelo local, ou seja, recomenda-se ficar em casa e sair só quando extremamente necessário;
  4. Caso você precisa sair de casa é indicado usar luvas, máscara e levar sempre consigo álcool em gel;
  5. Não compartilhar objetos de uso pessoal com alguém de sua casa, como, por exemplo, talheres, escova de dente, toalhas e pratos;
  6. Cobrir a boca com o antebraço caso precise espirrar ou tossir caso não tenha lenço de papel por perto.

Neste link, você pode acompanhar em tempo real os casos confirmados e o número de óbitos no Brasil: https://coronavirusnobrasil.org/.

Relacionadas