O que você precisa saber sobre planejamento de coleta de resíduos

22 de Novembro de 2016

O que você precisa saber sobre planejamento de coleta de resíduos

Cada classe de resíduo possui um processo próprio de recolhimento, armazenagem, transporte, reciclagem e destino final. A forma com que a empresa coletora trabalha as diferenças dos processos, reflete consideravelmente no desempenho operacional da coleta.


Vamos traçar alguns pontos fundamentais sobre procedimentos internos eficientes, desde o planejamento até a execução das ações.


Para ajudar nesta tarefa, trouxemos aspectos tecnológicos que oferecem soluções capazes de simplificar os processos.


Atendimento

A organização das informações dos clientes compõe o início do planejamento de coleta de resíduos. O armazenamento do cadastro completo de clientes produz relatórios de gestão e transforma essas informações, sejam elas pessoais ou contratuais, em dados que sistematizam e alinham o processo. Essa etapa acaba se transformando na área de suporte para todo o ciclo de coleta de resíduos.


Produtividade da equipe

O planejamento de coleta de resíduos tem a organização da rota de coleta diária como passo de grande importância. Cada equipe de campo precisa estar capacitada em relação ao material que deve ter consigo para recolher as diversas classes de resíduos. Além disso, seu percurso deve ser traçado por GPS para favorecer o aumento da produtividade.


Documentação

O aprimoramento dos processos se dá a partir da elaboração de planilhas com a documentação dos dados da coleta. Esse é um passo, dentro do planejamento, que faz com que exista o controle de excedentes de resíduos, evidências e auditorias validando os registros das coletas de campo.


Legislação

A política nacional de resíduos determina o conceito de responsabilidade compartilhada entre fabricantes, revendedores e usuários, em relação à destinação ou reciclagem de produtos e embalagens. Com essa diretriz, a legislação exige transparência, informações detalhadas e indicadores sobre os resíduos gerados com a comprovação da destinação final.


É possível automatizar essas etapas, proporcionando mais otimização e agilidade ao processo de coleta. Quanto mais transparente e organizado for o processo, mais confiável a empresa se torna.